Parceiros – Grão de Mostarda

 na categoria Grão de Mostarda

1) As prefeituras municipais da Comarca de Loanda (Loanda, Porto Rico, Santa Cruz de Monte Castelo, Querência do Norte e São Pedro do Paraná), as quais cedem a cada evento os médicos, enfermeiros, dentistas, psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais que prestarão os serviços de saúde na Delegacia de Polícia durante o evento, bem como, fornecem todo o medicamento necessário para tratamento dos detentos.

2) Conselho da Comunidade de Loanda: responsável pela fiscalização do trabalho artesanal desenvolvido pelos detentos para fins de remição na pena, compra de materiais para desenvolvimento de artesanato dentro das celas, assistência às famílias dos detentos (aquisição de cestas básicas, medicamentos, dentre outros) e entrevista mensal com cada detento, a fim de passar ao juízo a situação de cada um, tal como dúvidas processuais, problemas de saúde, necessidade de contato com a família, dentre outras situações.

3) Delegacia de Polícia de Loanda: através do Delegado, Luciano de Sousa Purcino, que cede, no dia do evento, a estrutura da Delegacia para ser adaptada em gabinetes de trabalho para o magistrado e servidores, bem como, consultórios médicos para atendimento dos detentos.

4) 8º Batalhão da Polícia Militar do Estado do Paraná: responsável por ceder os policiais militares e duas equipes da ROTAM para a segurança no dia do evento.

5) Advogados voluntários (dativos) da Comarca de Loanda e OAB Loanda: comparecimento voluntário e gratuito a cada edição do mutirão, a fim de realizarem pedidos de liberdade provisória, progressão de regime, livramento condicional, unificação de penas e realização de audiências.

6) Ministério Público: a cada mutirão carcerário os membros do Ministério Público da Comarca deslocam-se à Delegacia e realizam, juntamente com o juízo, a análise dos autos relativos aos réus presos, bem como, as audiências admonitórias para progressão de regime.

7) Funcionários da Vara Criminal, Assessores e Estagiários da Juíza: deslocam-se à Delegacia de Polícia para prestarem os serviços jurídicos no local, no dia do mutirão.

8) SESI/SENAI de Paranavaí: responsável por ministrar os cursos de capacitação à distância aos detentos, os quais recebem qualificação laboral para as seguintes áreas: mecânica automotiva, construção civil, técnico em nutrição e costura industrial.

9) Nova Atitude Reciclagem: empresa de reciclagem de garrafas pets, sediada em Maringá, que cede à DEPOL a máquina utilizada pelos detentos para a transformação de garrafas pets em cerdas de vassouras. A empresa também compra toda a produção de fios produzida pelos detentos na Delegacia. O pagamento é revertido para os próprios presos e para o custeio das atividades do projeto.

10) Equipe de Evangelização Carcerária Masculina e Feminina: formada por pastores evangélicos e voluntárias de diversas igrejas da cidade, os quais, semanalmente, prestam apoio espiritual aos detentos. Uma equipe de evangelização para cada sexo.

11) Empresas da Região de Loanda: a cada edição do projeto o Poder Judiciário contata empresas da região (fábricas de torneiras, fecularias, frigoríficos, marcenarias, dentre outros) e obtém o número de vagas de trabalho correspondente ao número de detentos que receberão a liberdade. O trabalho de conscientização dos empresários sobre a necessidade de envolvimento na ressocialização de detentos é realizado pela Juíza de Direito da Comarca, através de palestras direcionadas, exclusivamente, ao público empresarial. Nestas palestras há a mobilização da sociedade em torno da ideia da ressocialização, pois somente com a conjugação de esforços obtém-se a finalidade maior que é a pacificação social.

12) Secretaria Municipal de Educação de Loanda: responsável por trabalhar com as crianças da rede municipal de ensino a questão da preservação ambiental e recolhimento de garrafas pets do meio ambiente, como forma de proteger o planeta para as futuras gerações. As professoras também abordam o tema da ressocialização de detentos e a necessidade das crianças contribuírem com o recolhimento de garrafas para os presos trabalharem na delegacia de polícia. Em cada escola municipal há um ponto de depósito de garrafas pets utilizado pelos alunos da rede municipal de ensino. O aluno de cada escola que mais recolhe garrafas pets (alguns deles chegam a recolher mais de 700 garrafas) é premiado com uma visita ao Fórum de Justiça da cidade para conhecer a Juíza de Direito e ter uma aula sobre o Poder Judiciário. Neste dia, os alunos recebem um prêmio do Poder Judiciário (agenda e canetas autografados) e assistem ao início da instalação dos trabalhos de uma sessão no Tribunal do Júri.

Postagens Recentes

Deixar um comentário

Digite o que procura e aperte a tecla Enter para pesquisar